Av1 - 100% Online - Pedagogia - Educação, Sociedade e Práxis Educativa

1)
A imagem e o texto apresentados refletem momentos de grave crise social em duas épocas distintas. Na década de 1930, a solução encontrada para a crise foi o estabelecimento do Estado do Bem-estar Social. Este modelo, contudo, vem sendo contestado nas duas últimas décadas em função das decisões do Consenso de Washington, assinado por alguns países em 1989. Assinale a alternativa que corresponda a uma medida do Estado de Bem Estar.

Alternativas:
  • a)
    Refere-se a qualquer uma das várias teorias de organização econômica, advogando a administração e a propriedade pública ou coletiva dos meios de produção e distribuição de bens, assim como uma sociedade caracterizada pela igualdade de oportunidades e meios para todos os indivíduos, com um método igualitário de compensação
  • b)
    Pelos princípios do Estado de bem-estar social, todo o indivíduo teria o direito, desde seu nascimento até sua morte, a um conjunto de bens e serviços que deveriam ter seu fornecimento garantido seja diretamente através do Estado ou indiretamente, mediante seu poder de regulamentação sobre a sociedade civil.
  • c)
    Há diversas escolas de pensamento e tradições de bem estar social, as quais não são mutuamente exclusivas. Cada vertente tem uma linha de compreensão, análise, ação e edificação política específica, embora todas vinculadas pelos ideais base do bem estar.
  • d)
    O seu principal mentor filosófico, Karl Marx, postulou que o bem estar seria a fase final na sociedade humana e que isso seria alcançado através de uma revolução proletária (revolução social, do "Povo nas Ruas", segundo palavras do próprio Karl Marx). O "bem estar social", no sentido marxista refere-se a uma sociedade sem classes, sem Estado e livre de opressão.
2)
Na sua obra clássica, publicada em 1776, "A riqueza das Nações", o escocês Adam Smith descrevia o funcionamento de uma forma de produção de alfinetes:
"um puxa o arame, o outro o endireita, um terceiro o corta, um quarto o afia, um quinto o esmerilha na outra extremidade para a colocação da cabeça; para se fabricar a cabeça são necessárias duas ou três operações distintas; a colocação da cabeça é muito interessante, e o polimento final dos alfinetes também; até a sua colocação no papel constitui, em si mesma, uma atividade..."
Smith dizia que 10 homens, dividindo o trabalho, produziam ao fim de um dia 48 mil alfinetes. Se a produção fosse artesanal, um homem produziria apenas 20 alfinetes por dia e os 10 homens juntos somente 200 alfinetes.
Com base nas afirmações acima, assinale a alternativa que responde corretamente às questões a seguir.
Que forma histórica do trabalho está sendo descrita por Adam Smith? Quais as principais consequências econômicas dessa nova forma de produção, defendida por Smith como real avanço para a sociedade?

Alternativas:
  • a)
    A divisão manufatureira do trabalho – o aumento da produção e a liberdade do comércio.
  • b)
    A produção artesanal – a industrialização e a liberdade de comércio.
  • c)
    A divisão manufatureira do trabalho – o aumento da produção e o monopólio do comércio.
  • d)
    A produção artesanal – o aumento da produção e a liberdade de comércio.
3)
No processo de desintegração das relações sociais de produção feudal, passou a ocupar lugar central a organização de manufaturas, ampliando com a divisão do trabalho a produtividade dos agentes envolvidos na fabricação das mercadorias. As duas principais classes que surgiram dessa desintegração foram:

Alternativas:
  • a)
    aristocracia e escravos
  • b)
    aristocracia e servos
  • c)
    burguesia e trabalhadores assalariados.
  • d)
    burguesia e servos.
4)
"A população, quando não controlada, aumenta numa razão geométrica. A subsistência aumenta apenas em proporção aritmética... Isso significa um controle forte e constante sobre a população, provocado pela dificuldade de subsistência. Essa dificuldade deve recair em alguma parte e deve necessariamente ser fortemente sentida por grande parte da humanidade......"
O autor desse texto só pode ser:

Alternativas:
  • a)
    Pascal
  • b)
    Malthus
  • c)
    Ricardo
  • d)
    Karl Marx
5)
"Um comerciante está acostumado a empregar o seu dinheiro principalmente em projetos lucrativos, ao passo que um simples cavalheiro rural costuma empregar o seu em despesas. Um frequentemente vê seu dinheiro afastar-se e voltar às suas mãos com lucro; o outro, quando se separa do dinheiro, raramente espera vê-lo de novo. Esses hábitos diferentes afetam naturalmente os seus temperamentos e disposições em toda espécie de atividade. O comerciante é, em geral, um empreendedor audacioso; o cavalheiro rural, um tímido em seus empreendimentos..."
(Adam Smith, A RIQUEZA DAS NAÇÕES, Livro III, capítulo 4)
Neste pequeno trecho, Adam Smith

Alternativas:
  • a)
    mostra as vantagens do capitalismo comercial em face da estagnação medieval.
  • b)
    contrapõe lucro a renda, pois geram racionalidades e modos de vida distintos.
  • c)
    critica a preocupação dos comerciantes com seus lucros e dos cavalheiros com a ostentação de riquezas.
  • d)
    expõe as causas da estagnação da agricultura no final do século XVIII.