Conscientização do Autismo

imagem
A Associação de Amigos do Autista do Vale do São Francisco (AAMAVASF) em parceria com a Secretaria Executiva de Acessibilidade promoverão no dia 01 de abril o dia da Mobilização pela Conscientização Mundial do Autismo. Será um movimento informativo com panfletagem na Praça do Bambuzinho, no centro da cidade, das 8h às 11h.
O objetivo da panfletagem é tornar conhecido o autismo, suas formas de se manifestar e também seu tratamento. A Diretora Presidente da AAMAVASF, Maria do Amparo Gomes Cabral, agradeceu à Secretaria de Cidadania por se vestir de azul e apoiar esse movimento. “Muitos infelizmente ainda não sabem o que é o autismo e, portanto, também não sabem como tratá-lo. Isso acarreta uma incompreensão muito grande para com as crianças portadoras do autismo, e é com isso que queremos acabar. Agradecemos à Secretaria de Cidadania por ter se vestido de azul e abraçado esse projeto, e não para por aqui. No dia 02 de abril continuaremos o movimento de conscientização, dessa vez em parceria com as escolas da cidade”, disse a Diretora.
“Ficamos muito felizes quando fomos convidados a formar essa parceria em prol dessa mobilização pela conscientização do autismo. Sem dúvida é do nosso interesse participar de projetos como esse, pois precisamos tornar nossa cidade inclusiva e acessível para todos. É nosso compromisso formar cidadãos conscientes a respeito das diferenças, capazes de compreendê-las e lidar com elas.”, declarou a Secretária Executiva de Acessibilidade, Rose Andrade.
Autismo
Autismo é um transtorno global do desenvolvimento marcado por três características fundamentais: inabilidade para interagir socialmente, dificuldade no domínio da linguagem para comunicar-se ou lidar com jogos simbólicos e padrão de comportamento restritivo e repetitivo. Essas características podem se manifestar em variados graus, gerando diferenciados quadros clínicos dependendo da criança.
Os estudos atuais, diferentemente dos iniciais que apontavam a dinâmica familiar problemática e de condições de ordem psicológica alteradas como fatores causadores do autismo, entendem que esse transtorno pode ser causado por causas múltiplas, incluindo fatores genéticos e biológicos.
Não existe tratamento padrão para o autismo, devido o fato de ele se manifestar em variados graus e com características diferentes em cada indivíduo, mas ter um membro da família autista em qualquer nível requer preparo de toda a família.
É imprescindível buscar um meio de estabelecer comunicação com ele, e tão logo seja feito o diagnóstico, deve-se procurar uma equipe multidisciplinar que oriente a todos os que convivem com ele sobre as atividades que podem ser realizadas, se há necessidade de medicação ou não, e outras necessidades características dos portadores de autismo. Paciência, carinho e compreensão são essenciais.(Ascom Cidadania)